sexta-feira, 10 de maio de 2013

O dia em que Fidel Castro pediu 10 doláres ao presidente Roosevelt


Pequenos detalhes da história da humanidade podem não ser signficativos para os rumos da própria história, mas podem ser interessantíssimos. E um destes seria uma troca de correspondências entre um menino morador de Santiago de Cuba, chamado Fidel Castro, e o presidente dos Estados Unidos Franklin D. Rossevelt (ou algum assessor seu).


O que se sabe é que por volta dos 13 ou 14 anos de idade, o jovem Fidel teria escrito uma singela carta ao presidentes dos EUA e que teria recebido uma resposta, o que teria provocado um certo rebuliço em sua escola na época.

Sobre o conteúdo da carta há pequenas divergências no conteúdo, mas todas mais ou menos com a mesma linha. Segundo Ignacio Ramonet, eem seu livro Fidel Castro - biografia a duas vozes, a carta teria sido a seguinte:

"Presidente dos Estados Unidos... Se o senhor quiser, me dê uma nota verde americana de dez doláres na carta, porque nunca vi uma nota verde americana de dez dólares e eu gostaria de ter uma. Meu endereço é Sr. Fidel Castro, colégio Dolores, Santiago de Cuba, Oriente-Cuba... Não sei muito inglês mas sei muito espanhol, e imagino que o senhor não sabe muito espanhol mas sabe muito inglês, porque o senhor é americano mas eu não sou americano...".

Infelizmente não consigo achar a resposta, mas informações dão conta de que ela existiu. Óbvio que sem o dinheiro, mas existiu.

O próprio Fidel fala de piadas que viriam a ser feitas posteriormente acerca da possibilidade de termos uma história mundial diferente se o Roosevelt tivesse mandado a danada da nota de 10 dólares kkk.

 Assine o Feed do Propalando para nos acompanhar.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails