domingo, 18 de setembro de 2011

Ministro do PCdoB pede patriotismo a operários

 Li algo hoje sobre os gastos estimados para a realização da Copa de 2014 em nosso país. Pelo que consta são mais de R$ 80 bilhões. Em sua maioria, obras que não trarão benefício algum para a população das cidades. São muitas as aberrações. E a cereja do bolo é este estádio do Corinthians. Salvo engano, quase R$ 1 bilhão gastos em um estádio particular, fruto da promíscua relação entre Andrés Sanches, presidente do Corinthians e filiado ao PT, e Ricardo Teixeira, o dono do futebol brasileiro.

Mas nem é este o objetivo da postagem. Queria só desabafar por uma declaração que li do Ministro dos Esportes, o Orlando Silva, filiado ao PCdoB. Ao comentar sobre a greve de operários que estão construindo os estádios, disse que esperava "patriotismo" por parte deles. Queria muito acreditar que o ministro estava brincando ou que fosse mais uma reportagem do PIG querendo manchar o governo. Mas não. Está em vários outros meios. O cara realmente falou isso. Péssimas condições de trabalho e baixos salários não importam. 

Se em outras épocas seria inimaginável, tal afirmação não deveria mais provocar surpresa. Aliás, desde que o ex-comunista e atual ruralista, Aldo Rebelo do PCdoB-SP, serviu como ponta-de-lança do projeto que pretende devastar o nosso Código Florestal, pode-se esperar qualquer coisa.


 Assine o Feed do Propalando para nos acompanhar.

Um comentário:

  1. Pois é: ministro que recomenda "patriotismo" aos operários se lascando nas obras, governador dizendo que professor tem que trabalhar "por amor" enquanto ganha um salário mínimo... depois reclamam de um Zé Simão dizendo que isso aqui é o país da piada pronta, apesar disso não ter graça nenhuma.

    Sobre essa insanidade que é a Copa do Mundo aqui no Brasil, já escrevi o que penso no meu blog.

    Abs!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails