sábado, 18 de dezembro de 2010

Promoção de Fim de Ano | BRASIL de FATO



Assinando o jornal Brasil de Fato por 1 ano, você ganha 1 livro da editora Expressão Popular no valor de até R$ 30,00.
Você deve escolher o livro no site: www.expressaopopular.com.br e depois indicá-lo no preenchimento do formulário de assinatura (clique aqui).

Assine o Feed do Propalando para nos acompanhar.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Luiz Gonzaga também cantou brega


Luiz Gonzaga, o rei do baião, além de ritmos já conhecidos como forró e xaxado, também compôs e cantou uma seresta. Chama-se A Carta. Infelizmente, ainda não descobri em que álbum, nem em que ano a música foi composta. Mas segue abaixo o player para apreciação de tod@s!

Fica esta singela homenagem ao grande Luiz, que faria 98 anos, se vivo, na última segunda-feira, dia 13/12

<

 Assine o Feed do Propalando para nos acompanhar.

Maluf e Garotinho: limpos e cheirosos


Ontem foi um dia corrido. Na residência e nas notícias. Poderia abordar várias questões neste espaço agora. Mas uma me faz ir dormir mais tenso. O TSE não contente em limpar a ficha de Maluf logo no início do dia, também limpou a ficha de Anthony Garotinho.


Vou dormir. Boa sorte para tod@s nós.

 Assine o Feed do Propalando para nos acompanhar.

sábado, 11 de dezembro de 2010

O Consumo de Produtos na Saúde

Complexo Médico-Industrial
Acabo de ler a manchete "De cada 6 homens, um terá câncer de próstata, diz médico" em um grande portal na internet. Quer um desserviço maior para a população que notícias deste porte? Não há justificativa. Supostas notas jornalísticas como estas só podem estar a serviço dos laboratórios e das indústrias ligadas ao complexo médico-industrial.

Na realidade, chamou-me a atenção, mas logo percebi que não passa da ponta do iceberg. O que vejo diariamente na Unidade de Saúde da Família em que trabalho, aqui em Petrolina, é que as idéias e ideais da medicina liberal-privatista continuam com muita força no imaginário social da população sobre o que são saúde e doença.

São muito comuns as frustrações de alguns usuários, ao término de uma consulta ou visita, ao perceberem que não foi prescrita nenhuma medicação ou não foi solicitado nenhum exame. Mas quero deixar claro que não estou a por a culpa nestes usuários. Este quadro é apenas o resultado de uma ação há décadas bem orquestrada pelas indústrias farmacêuticas, laboratórios, hospitais, planos de saúde, governos compromissados com o capital, enfim, em torno de um projeto de saúde liberal e privatista. 

Às vezes bate o desânimo, mas a realidade deve ser impulsionadora do nosso impeto por uma outra sociedade. Apesar das contradições que temos, inclusive dentro da classe trabalhadora, constatar cotidianamente o quão sofrido e carente é nosso povo, deve nos servir de motivação para lutar cada vez mais. Trabalho aliado à militância. É assim que tenho procurado agir e construir coletivamente dentro da prática em saúde.

Esta postagem foi mais um desabafo. Há propostas em ação e, em breve, a perspectiva é de algumas elaborações mais consistentes nesta área.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Ataques a Visa e a Mastercard agora!

Neste momento há um conjunto de hackers e usuários comuns da internet mundial promovendo uma série de ataques aos sítios das empresas de cartão de crédito Visa e Mastercard, o que tem acarretado em quedas constantes de tais páginas.

Motivo? Tais empresas quebraram, sem a menor justificativa, o vínculo pelo qual o jornalista Julian Assanger recebia doações para construção e manutenção do Wikileaks. Não tem idéia do que vem a ser o Wikileaks? Para informações em português, leia aqui. O sítio, apesar de retirado de servidores norte-americanos por ordem dos EUA, foi salvo por muitos outros usuarios espalhados pelo mundo e pode ser encontrado em diversos endereços: este http://213.251.145.96/ é um deles.

o Wikileaks tem sido alvo, principalmente por parte do governo dos EUA, por expor algumas das comunicações realizadas pelos EUA e por diplomatas nos mais diversos países. E esta exposição tem escancarado como este país ainda considera o resto do mundo como seu quintal.

Entre outras informações vazadas aparecem informes sobre como o nosso ministro da Defesa, o Jobim, serviu como informante do governo estadunidense, ou sobre todo o esquema montado por Hillary Clinton para espionar autoridades da ONU

O caso também está conhecido como Cablegate.

São tantas as informações que muitas sequer são conhecidas ainda. A Carta Capital acaba de lançar um blog que se propõe a continuar trazendo informações quentinhas e em português sobre este mundo de informação contido no wikileaks. O endereço é: http://cartacapitalwikileaks.wordpress.com/

Ah! E parece que não vai parar por aí. Há indícios de que o Twitter também esteja vetando hashtags como #wikileaks nos TT's como forma de abafar o tema. Então, não estranhem se este sítio também sair do ar nas próximas horas.

Começo a achar que as ações na rede mundial de computadores, apesar de não substituírem as verdadeiras movimentações de massa, podem também cumprir papel importante na luta anti-imperialista


segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

A Camisinha, a Hóstia e a Igreja Católica


O tema envolvendo a Igreja Católica e as camisinhas ja passou por aqui em outros momentos, como nesta charge do Rafael Sica (http://www.propalando.blog.br/2007/05/o-papa-e-camisinha.html). Não é assunto novo, como também não há novidade nenhuma na elevada carga de hipocrisia que este debate consegue acumular, principalmente na voz dos setores mais reacionários da sociedade.

O fato é que voltou à tona nas últimas semanas, quando o Papa afirmou, em livro recém-lançado, que o uso da camisinha é aceitável em alguns casos, para reduzir o risco de contágio pelo HIV.

Sem querer entrar muito no mérito da questão, o que poderia representar um passo à frente, não passa de mais do mesmo. E explico: ele cita o exemplo de uma prostituta, que ao usar preservativo, estaria dando o "primeiro passo para a moralização". O mesmo nazista, digo, o mesmo Papa já havia anunciado na África, em março de 2009, que a distribuição de camisinha só agravava o problema da AIDS. 

Muita besteira junta, né?

Mas o que motivou mesmo a postagem, foi a campanha lançada pelo governo espanhol, chamada "Bendita camisinha que tira a AIDS do mundo". Nela, é feita uma relação entre a hóstia e a camisinha. Uma das peças publicitárias é a imagem que estampa o início desta postagem. 

Como era de se esperar, diversas associações religiosas consideraram a campanha uma afronta aos cristãos e uma "blasfema". 

Ponto para o governo espanhol. Não que eu ache que a solução das doenças do mundo esteja em campanhas publicitárias. Longe disso. Mas acredito fortemente que estes setores mais conservadores da igreja precisam ser confrontados. E qualificadamente, como nesta campanha.