segunda-feira, 24 de maio de 2010

Bomba atômica no Irã

Tenho percebido um fenômeno interessante: mesmo quando passo longo período sem postar neste blog, o mundo não para (já na nova ortografia, certo?) de me espantar.

A bola (absurdo) da vez é a pendenga de algumas grandes potências com o Irã. Não vou me debruçar muito sobre o caso, já que na internet é possível encontrar notícias sobre todo o caso, mas o fato é que Celso Amorim e Lula "botaram muito quente" quando se impuseram globalmente e propuseram um acordo com o país presidido por Ahmadnejad.

Certo. Sabemos que as grades potências devem vir com as sanções de toda forma. Mas, sem dúvida alguma não deixa de ser um desgaste para eles.

No entanto, a ideía da postagem não é nem falar diretamente sobre isso. Quero é mostrar este gráfico, que segue abaixo, visto no sítio da UOL.
Nele, é possível ter uma idéia (pelo menos nos números oficiais) de quem tem e quantas são as ogivas nucleares espalhadas pelo mundo.


Clique na imagem para maior visualização

Enquanto isso, na Tailândia o governo já matou dezenas de manifestantes, nos conflitos que lá acontecem, e o assunto passa quase como incólume na nossa grande imprensa. Já se fosse na Venezuela...

Ahh e deixo aqui, por sugestão do amigo Castanha, uma entrevista com o Ministro da Assuntos Estratégicos, o Samuel Pinheiro Guimarães sobre o Programa Nuclear Brasileiro.


2 comentários:

Related Posts with Thumbnails