terça-feira, 24 de novembro de 2009

Marina e as doações pela internet


Desde o início das movimentações que tenho visto a pré-candidatura de Marina Silva, do PV, com muitas ressalvas. Muito porque ela surgiu bancada por setores da direita do nosso país. E tem apostado num fraco debate ambiental, pois não faz um verdadeiro enfrentamento às raízes dos problemas. Não vejo como avançar na questão do ambiente nos marcos do capitalismo.

Alguns setores do PSOL fazem a defesa da aliança com Marina argumentando que ela pode sim apresentar um programa de esquerda nas eleições. Acho difícil. O PV é um "balaio de gato" e não acho que a direita abriria mão desta forma, fortalecendo assim uma candidatura de fato progressista. O PSOL aposta nisso. Achos que as próximas semanas trarão uma maior clareza para este cenário.

Mas esta postagem surgiu para comentar algo que li nos noticiários e, então busquei o sítio oficial do PV para melhor certificar-me. O Partido Verde apostará nas doações pela internet. Querem apostar na repetição, mesmo que parcial, do fenômeno Obama que arrecadou US$ 500 milhões, sendo que a média de doação individual não ultrapassou US$ 100.

Acredito que será pífio o resultado. Por dois motivos principais: em primeiro lugar, não dá para comparar o acesso à internet nos Estados Unidos com o aqui existente. E em segundo lugar, na linha do que apresentei no início da postagem, não se tem clareza de quem estará por trás da candidatura de Marina. Serão forças de direita? Serão forças progressistas? Serão só grandes empresários? Não há quem consiga responder a esta pergunta hoje. E quem vai querer bancar algo sem saber se tem procedimento, como diz o matuto e a matuta?

Posso me equivocar nas análises e a candidata Marina vir a apresentar um programa que avance qualificadamente em questões ambientais e sociais, tornando-se uma alternativa popular nas eleições em 2010. Mas acho muito remoto. Muito mesmo.

5 comentários:

  1. MUITO REMOTO 'E DILMA RAPAZ...dilma e as palhacadas da esquerda brasileira!!! Cai na real Ari....Marina vai apresentar um programa dela, feito por ela e assessores junto com o PSOL..A possibilidade de ela ser eleita 'e ZERO. O pv ta nessa pelo crescimento do partido nas regioes...isso 'e mais claro do que agua.


    Agora DIlma palhaca vai pra copenhague pra tentar desbancar Marina sem nenhum tipo de autoridade no assunto. Alias Dilma 'e o maior fantoche que esse pais ja viu. Pq Lula 'e um fantoche mas Dilma 'e o fantoche do Fantoche.

    Alem do mais, me enoja a esquerda brasileira atualmente que da guarita a Battistis e recebe Ahmadinejadh de bracos abertos como se fosse um revolucionario. Isso inclui nossos amigos -eticos- do PSOL.

    Sinceramente. Nas eleicoes de 2010 nada pior do que ser brasileiro e ser obrigado a comparecer a urna. Para qualquer pessoa minimamente progressista o melhor 'e se concentrar localmente, tentar mudar o cenario do seu quarto, da sua casa, da sua rua, do seu trabalho, do seu bairro..e por ai vai. A disputa majoritaria no brasil hoje est'a fadada a lulismos x fhczismos.

    ResponderExcluir
  2. Peraí, fredão! Pra começo de conversa, sem essa! Tô longe de defender a candidatura de Dilma e menos ainda de achar que ela representará uma candidatura popular.

    E também não tô falando em vitória eleitoral. Tô falando de uma perspectiva de ter pelo menos uma candidatura que encampe um projeto popular para o nosso país.

    Bem... quanto a Cesare Battisti, dá pra me recusar iniciar este debate de novo, né? Já debatemos isso em outros momentos..hehe. Espero que Lula não faça a cagada de entrega-lo aos fascistas italianos.

    Quanto ao cenário eleitoral em 2010, acho que nos aproximamos mais. Não temos boas perspectivas. Volto a concordar em que o campo progressista deve aputar-se menos pelo atual processo eleitoral. As eleições, como estão no brasil, nao vão mudar a vida ninguém. É preciso construir trabalho de base. Mas sem perder a perspectiva da disputa pelo poder, fredão.

    ResponderExcluir
  3. Ari,

    As coisas devem ser colocadas em seus devidos lugares. O P-Sol é um partido formado por parlamentares, que tentam estruturar uma base social ainda incipiente.

    A candidatura Heloisa Helena é certeza de desastre. Ela fazia o contraponto com Lula, que hoje é um fenômeno quase unânime. Vi uma pesquisa aqui em Jaboatão: 95% de aprovação.

    Nunca fui filiado a nenhum partido, mas acho que seria uma perda enorme a saída de Chico Alencar, Ivan Valente e Luciana Genro da Câmara dos Deputados.

    A candidatura de Marina abre a oportunidade de uma difícil reeleição para esses parlamentares. E uma chance oportuna da chegada ou retorno de José Nery, Heloisa Helena e (quem sabe) João Alfredo e outros parlamentares ao Poder.

    É questão de sobrevivência mesmo. Uma candidatura de quem quer que seja fora a nossa briguenta alagoana significa suicídio, meu preferido incluído no hall: Chico Alencar.

    Evidentemente, não é fácil negociar com algumas pessoas no PV. Assim como dentro de P-Sol é dificílimo também. Mas a figura de Marina é garantia de que vai haver diálogo.

    Dado
    www.horoscopo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Acabei postando no lugar errado. Qual o problema de doações pela internet? Evidentemente, ela vai arrecadar algo compatível com o tamanho que a candidatura tiver. Mas o custo disso é baixo e a atitude mostra um caminho para a transparência nas campanhas.

    Dado
    www.horoscopo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. MEU DEUS...FASCISTAS ITALIANOS.

    Realmente...melhor deixar batisti aqui mesmo, em copacabana, escrevendo algum livro dizendo como ele foi perseguido por matar 4 pessoas.

    coitadinho...

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails