sábado, 25 de julho de 2009

Quebra-cabeça de Honduras não se encaixa

O quebra-cabeça de Honduras não se encaixa. Algumas peças essenciais estão perdidas. Ou melhor: estão escondidas.

Direto ao ponto: como este governo golpista se mantém, com tantas manifestações contrárias? E não foram poucas: de Obama a Chavéz, passando pela ONU, OEA e Mercosul, quase todos se posicionaram contrários ao golpe. Inclusive El Savador e Nicaragua, vizinhos de Honduras, fecharam suas fronteiras e o comércio bilateral.

Estamos cansados de ver técnicos-burocratas dos governos de plantão (sejam do PT, PSDB ou DEM) bradarem aos quatro cantos que os pagamentos de juros da dívida são intocáveis, pois desestabilizariam nossas relações internacionais. E nem é preciso dizer que o Brasil é bem maior que Honduras, né? Imagina então o que diriam de um golpe militar?

Então é preciso desmascarar o discurso oficial de que os golpistas de Honduras estão isolados, pois não estão. Entender o processo de Honduras é fundamental para entender como se dará a geopolítica no mundo, em especial na América Latina, a curto e médio prazos.
E que fique claro também que golpes só não são interessantes para os poderosos , quando vão de encontro ao interesse do capital. Quando concatenam idéias, passam a ser bem quistos.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails