quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Eleições em Pernambuco e meus votos!


Definitivamente, estas eleições não vão mudar a vida de ninguém. Como está colocado hoje, o processo eleitoral brasileiro se trata de um grande teatro, onde grupos situacionistas e oposicionistas disputam quem irá gerir o caos.

Onde está o nó?? Não há como dar respostas imediatas a problemas estruturais do país, como saúde, educação, todos os tipos de violências. Até porque exigiriam transformações que não seriam permitidas pela composição de nosso estado.

Por outro lado, é um processo que deseduca, desmobilizando a classe trabalhadora.

Mas tal como está, ainda não é um processo superado. Não há como fingir que ele não existe.

Cogitei defender o voto nulo geral, mas seria uma atitude que talvez não contribuisse com a reorganização das forças populares.

Mas diante de um quadro tão ruim em nosso estado, poucas são as candidaturas que destaco. Vamos a elas:

Se votasse em Jaboatão dos Guararapes:
Sem dúvida alguma meu voto seria em Paulo Rubem Santiago, no PDT, para Prefeito. Das três principais cidades da Região Metropolitana do Recife, Paulo Rubem é, disparado, a melhor candidatura. Tanto pela sua história, quanto por sua coerência em momentos cruciais da política em nosso estado.

Se votasse em Recife:
Aqui a situação começa a ficar mais difícil. Tenderia a votar no Roberto Numeriano, do PCB. Apesar da fraquíssima estrutura, é o programa mais combativo, com um candidato preparado. Votar em Edilson, do PSOL, seria outra opção. Mas muito me incomoda as tabelinhas que Edilson faz com a direita clássica.

E como voto em Olinda:
Estou lascado.
Parto de dois pressupostos:
- Não voto no irmão do Renan Calheiros, o Renildo, do PCdoB, nem a pau. Para se ter idéia de como o governo de Luciana foi ruim, basta ver que o candidato da situação quase não a mostra em seus materiais de campanha. E ainda sobre o Renildo... todos se lembram da relação promíscua de Renan e Olavo Calheiros com a Schincariol? Pois bem, tal cervejaria foi a principal doadora da última campanha para deputado federal de Renildo. Para comprovar, clica aqui.

- Também não quero ver Jacilda, do PMDB, no 2º turno de jeito nenhum. Representa o que há de mais atrasado e reacionário na política hoje em Olinda.

Então, trabalho com três cenários:
1 - Votar na candidatura do PSOL, no Marcos. Conta muito negativamente o fato de não conhece nada do partido em olinda ou do candidato.
2 - Votar nulo
3 - Votar com vistas a impedir um 2º turno com a presença de Jacilda. É a possibilidade mais remota.

De fato, situação muito complicada.

Meu único voto certo em Olinda é para vereador. É em Marcelo Santa Cruz. Apesar de ser petista e da base governista, é um político de uma seriedade enorme e muito compromissado com os movimentos sociais e com a luta pelos direitos humanos.

Mas reafirmo: transformações concretas não virão da disputa eleitoral como ela está colocada hoje. É preciso construir o poder popular, para superação deste estado.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Exemplo pedagógico: Equador controla Odebrecht

O exemplo pedagógico é fundamental na política. E está aí a grande diferença entre o governo neodesenvolvimentista de Lula no Brasil e governos populares progressistas da América Latina, como o de Rafael Correa no Equador.

Estes sim, fazem governos progressistas

Enquanto Lula fica dando uma de "esquerda" ao discursar na ONU: "É inadmissível... que os lucros dos especuladores sejam sempre privatizados e suas perdas, invariavelmente socializadas.", o governo de Rafael Correa, por meio de decreto, embargou os bens da Odebrecht e ordenou a militarização imediata das obras comandadas por tal empresa brasileira.
Tudo devido a uma indenização que a empresa deve ao governo equatoriano por obras de merda.

Emilio Odebrecht

Apesar de tais governos progressistas na AL estarem longe de representar, de fato, governos revolucionários, estão todos anos-luz na frente do governo Lula. Aliás, talvez não caiba nem esta comparação...

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Crise do Capitalismo

Duas charges de hoje, relacionadas à crise do capitalismo.
A primeira é do grande Veríssimo. A segunda é de Miguel, cartunista do Jornal do Commercio de Recife.




sábado, 6 de setembro de 2008

Morre Fausto Wolff


De repente, mais precisamente às 21h50 de ontem, os acessos simultaneos ao meu blog, via google, aumentam vertiginosamente. Procuro o termo responsavel e está la: "Fausto Wolff".
Neste momento um frio percorre a minha espinha e penso: "morreu o velho lobo".

Acesso o sítio do JB e esta lá... estampada a notícia. Aos 68 anos, morre Fausto Wolff. 

Fausto foi dos melhores jornalistas e escritores do Brasil. Mas esta parte objetiva de quem ele foi deixo para o links no final da postagem.
Amigos e amigas que de vez em quando frequentam o Propalando sabem o quanto já falei do velho lobo.

Primeiro com seus artigos em "O Pasquim21" e depois com seus livros, o Fausto foi muito importante na minha formação política e como ser humano. Em certa época, chegamos a trocar alguns emails. Na minha ida ao Rio de Janeiro em janeiro de 2007, acertamos (eu, Fernando Feio e Fausto Wolff) de tomar um chopp em Ipanema. Terminou não rolando.

A forma como ele mesclava uma eterna indignação perante as injustiças (até de forma agressiva, em alguns momentos) com um forte sentimento de solidariedade para com o próximo tornava os seus textos impressionantemente humanos. Sem esquecer do humor e da ironia.

Há algumas semanas terminei de ler seu último livro: A milésima segunda noite. Muito bom. Talvez não melhor que "A mão esquerda".
Felizmente Fausto deixa uma obra importante. Não deixou mais, certamente, por falta de espaço.

Na política sempre foi brizolista de carteirinha. Apesar da sempre constante desconfiança do que seria o PT, escreve um belíssimo texto quando da vitória de Lula. Mas precisou de pouco para perceber realmente do que se tratava o governo e o Partido dos Trabalhadores.

Queria muito ter neste momento o dom da escrita para expressar melhor quem foi o Wolff!

Como diria Natanael Jebão, descansa agora aquele que além de jogador, era comunista e alcoóltra.

Leia Aqui, a última crônica de Fausto para o JB




quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Candidatos "ficha-suja" em Pernambuco

Sou meio arretado com estas listas que o judiciário cria com os candidatos considerados "ficha-suja".
Não pelos políticos, mas tudo isso soa para mim como o velho "o sujo falando do mal lavado". Acho que será mais justo quando também tivermos uma lista com os "juizes mais sujos"... mas deixa para lá.

Esta postagem é para falar da última lista divulgada pela AMB com candidatos que têm pendencias judiciais. Por coincidência (ou não), todos os 3 candidatos em Pernambuco apanhados por esta lista são o que há de pior, na minha opinião, dentro das três principais eleições da Região Metropolitina do Recife.

André Campos e seu vice, em Jaboatao. E Jacilda Urquiza em Olinda.

Espero não vê-los de jeito nenhum no 2º turno!

Abraços!