quinta-feira, 14 de agosto de 2008

O mundo maravilhoso da propaganda política!

Vai eleição, vem eleição e nada muda nas propagandas eleitorais. Quer dizer, mudam sim. Tornam-se a cada ano mais profissioniais, baseadas em pesquisas de opinião. Logo, mais chatas e menos ideológicas.

Mas certas coisas não mudam. Uma delas são as soluções mágicas "encontradas" para problemas estruturais de nossa sociedade. Educação e Saúde soam como problemas "fichinha" na mão da maior parte dos candidatos e partidos ai colocados.

Saúde, então. Vixe... Temos aberrações como a promessa de Mendonça, candidato dos DEMO a prefeitura de Recife, que visualiza como solução para nossa saúde a "compra" de consultas no serviço particular para a população recifense. (Leia mais clicando aqui, no blog de Giliate).

Mas um "ponto clássico" é a promessa de construção de novos hospitais ou policlínicas "para desafogar os grandes hospitais".

O Governador de Pernambuco, Eduardo Campos, foi eleito com uma mirabolante promessa de construção de 3 super-ultra-hospitais em pontos estrategicos da Região Metropolitana do Recife. Fecha Cena. Abre cena agora: quase dois anos de gestão e Pernambuco vive uma das maiores crises de sua história na área da saúde.

Quanto a isso, dois fatos precisam ser ressaltados:
- A culpa é da atual gestão?? Não somente. Este é um problema estrutural de há muito.
- Mas não adianta dizer que o problema são os médicos e que trata-se de perseguição política ao governador, como eles têm dito. É uma mentira porque vi a categoria médica ser uma das primeiras a apoiar a candidatura de Eduardo já no primeiro turno.

Ressalto aqui que não é este texto passa longe de qualquer manifestação anti-política. Longe de mim. só quero ressaltar o quão é contraditorio e ineficaz nosso atual sistema eleitoral.

E quanto a campanha eleitoral em Recife... quanta chatice. De oposição mesmo só o PSOL. Sem diferenças ideologicas, todo mundo defendendo Bolsa Familia e assim segue a disputa entre os caciques.

Abraços!

Um comentário:

  1. o PSOL é oposição sim, mas fica na mesma trincheira da direita, lado a lado com mendonça, cadoca e henry, numa oposição que constrói mais pra direita do que acumula pra esquerda.

    Sem projeto, a oposição de PSOL parece panfletária. Pelo menos sabemos que o PSOL não é todo assim, mas as tendências que hoje hegemonizam o partido em PE estão fazendo da corrida eleitoral um mero bate-cartão.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails