domingo, 31 de agosto de 2008

Morre Mestre Salustiano

De luto está a cultura de Pernambuco...


Clique Aqui para ler matéria do JC

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Governo de Pernambuco quer privatizar a saúde!

Há algumas postagens atrás falei um pouco do caos que vive a saúde em Pernambuco.

Pois bem. O Governo de Pernambuco acha pouco. E acaba de ser aprovado, sem qualquer espécie de debate com a sociedade, a criação das Fundações Estatais de Direito de Privado que irão gerir a saúde pública em nosso estado.

36 votos a favor e apenas 1 contra, foi como seu deu a votação na Assembleia.

Tenho prova amanha, preciso estudar ainda. Volto a tratar do tema depois!

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Obama x McCain: Democracia Who?

A Charge abaixo exprime um pouco do que penso sobre as eleições estadunidenses. Ela se refere aos "congressistas", mas é perfeitamente aplicavel a esta disputa Obama X McCain.

Na realidade, já escrevi sobre tais eleições aqui no blog, em abril, e, a la Nostradamus, já antecipava o crescimento de McCain. É só ler aqui.

E outra: li depois que um terceiro postulante democrata (o qual sequer foi falado em nossa grande imprensa e muito menos lembro o nome agora) apresentava, o que talvez pudéssemos considerar como propostas realmente progressistas (ok, talvez nem tanto). Mas deixa para lá. Não interessa mais.

E viva a falsa democracia de merda!

não sei de quem é a charge e não lembro onde a vi

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

A Saudade da Pernambucanidade


Quando meu amigo Gaúcho chegou em Recife depois de um temporada em Uberlândia, terra de Natália, sua namorada, pedi que escrevesse algo para eu publicar no Propalando. Ele demorou um pouco, mas eis aqui o texto.

Teria sido uma experiência mais interessante caso ele tivesse passado alguns anos fora, mas não foi o caso... haha

Pois bem... Segue abaixo o texto. E aproveito para testar uma nova funcionalidade do blog. Para ler o texto completo é preciso clicar no ícone que aparece em formato de positivo ou cruz ou o que quer que seja.

A Saudade da Pernambucanidade

Passar um tempo longe destas terras me deu uma perspectiva diferente. Parece clichê, eu sei. É aquele velho papo de que se sente saudade das coisas quando se está longe. Porém, a saudade desta terra foi algo que ultrapassou o que se pode chamar de saudade.
Não foi apenas a saudade de uma terra, da família e dos amigos, mas sim de todo um conjunto de coisas que faz a Pernambucanidade. O povo, as ruas, as notícias, os problemas, as praias, as músicas, as chuvas inesperadas, os alagamentos, os debates, os revolucionários, os reacionários, enfim, tudo me deu saudade.

Não, não era a saudade de passear na praia de Boa Viagem e ver ostentado num arranha-céu o nome de um dos Coronéis que ainda reinam por estas bandas. Não, não era a saudade de andar por um centro de cultura capitalista (ou seja, cultura de dinheiro internacional) que muitos daqui arvoram ser o maior Shopping da América Latina. Não, não era a saudade de ver cerâmicas ou esculturas de mais uma família mandante. Não, não era saudade de ir pra boates que tocam músicas originadas em Londres ou Nova Iorque funcionando como mais uma correia de transmissão do Imperialismo da língua inglesa sobre nós, pobres latinoamericanos.
Era saudade do Forró! Me roí todinho assistindo pela televisão o São João de todo este Nordeste sabendo que de onde eu estava, a única manifestação parecida que eu vi foi uma dupla sertaneja cantando numa praça, com todo mundo sentadinho tomando seu quentão. Foi saudade desse rala-bucho gostoso, do suor dançante na testa, das letras que exaltam a cultura nordestina e os costumes destes que um dia hão de liderar a revolução brasileira.
Era saudade do nosso calorzinho morno! Era saudade do cuzcuz com salsicha, da macaxeira com charque, do queijo de coalho, da tapioca, de peixe de mar, de camarão, de sururu, de marisco, de inhame com ovo.
Era saudade dos mercados municipais! Acredite quem quiser, mas lá não se bebe em Mercado Municipal! Como assim, cara pálida???? Como não ter saudade de um Mercado da Madalena e seu arrumadinho? Como não ter saudade do Mercado da Boa vista e de sua cerveja gelada acompanhando um pirão?
Era saudade deste povo. Deste povo que se articula, deste povo que sonha, deste povo que luta, deste povo de luta! Deste povo herdeiro da Revolução Pernambucana, do patriotismo primo nestas terras brasileiras. Era saudade até dos reacionários, que, comparados com os de lá, quem diria, são considerados centristas.
Era saudade do nosso bairrismo. Era saudade da Bombonilha! Era saudade das ruas do Recife antigo, que remontam à épocas de velhas e novas dominações imperialistas, mas que aqui e acolá, vemos as marcas da Resistência, de um povo que não se deixa abater. Pixações e grafites, rua da Aurora, rua da Moeda, e tantas outras ruas do centro do meu recife.
Era saudade também dos cheiros de nossa terra. Este cheiro de mar, que só pelo cheiro me enche de Esperança Libertária, como se ele mesmo fosse responsável pelo sonho de liberdade desse povo. Era saudade do cheiro do mangue, que nos faz lembrar dia a dia que os homens e os caranguejos se misturam num ambiente, que um depende do outro pra sobreviver, e que se mantivermos as coisas como estão, um vai acabar virando o outro. Era saudade do cheiro acre da Agamenon Magalhães, uma chaga na face do Recife, ou melhor, vários dentes cariados, fétidos, que deixam à vista de quem quiser ver a imundície que a raça humana produz, e que joga direto no rio, que vai pro mar, que estes mesmos humanos se esbaldam no domingo....
Thiago Henrique (Gaúcho) – http://galinhacabidela.blogspot.com

domingo, 17 de agosto de 2008

Ia... mas vale Bronze em Pequim

Eu ia postar hoje.

Mas o Sport perdeu para um time de bandidos, em jogo arbitrado por outro bandido, e jogando um futebolzinho de 3ª categoria.

E o resultado foi 1 x 0 para o Botafogo em plena Ilha do Retiro.

Tchau

Ahh... antes que me esqueça. Ainda não escrevi nada sobre as Olimpíadas de Pequim, né?
Mas segue uma dica de sítio: É o Bronze Brasil!!

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

O mundo maravilhoso da propaganda política!

Vai eleição, vem eleição e nada muda nas propagandas eleitorais. Quer dizer, mudam sim. Tornam-se a cada ano mais profissioniais, baseadas em pesquisas de opinião. Logo, mais chatas e menos ideológicas.

Mas certas coisas não mudam. Uma delas são as soluções mágicas "encontradas" para problemas estruturais de nossa sociedade. Educação e Saúde soam como problemas "fichinha" na mão da maior parte dos candidatos e partidos ai colocados.

Saúde, então. Vixe... Temos aberrações como a promessa de Mendonça, candidato dos DEMO a prefeitura de Recife, que visualiza como solução para nossa saúde a "compra" de consultas no serviço particular para a população recifense. (Leia mais clicando aqui, no blog de Giliate).

Mas um "ponto clássico" é a promessa de construção de novos hospitais ou policlínicas "para desafogar os grandes hospitais".

O Governador de Pernambuco, Eduardo Campos, foi eleito com uma mirabolante promessa de construção de 3 super-ultra-hospitais em pontos estrategicos da Região Metropolitana do Recife. Fecha Cena. Abre cena agora: quase dois anos de gestão e Pernambuco vive uma das maiores crises de sua história na área da saúde.

Quanto a isso, dois fatos precisam ser ressaltados:
- A culpa é da atual gestão?? Não somente. Este é um problema estrutural de há muito.
- Mas não adianta dizer que o problema são os médicos e que trata-se de perseguição política ao governador, como eles têm dito. É uma mentira porque vi a categoria médica ser uma das primeiras a apoiar a candidatura de Eduardo já no primeiro turno.

Ressalto aqui que não é este texto passa longe de qualquer manifestação anti-política. Longe de mim. só quero ressaltar o quão é contraditorio e ineficaz nosso atual sistema eleitoral.

E quanto a campanha eleitoral em Recife... quanta chatice. De oposição mesmo só o PSOL. Sem diferenças ideologicas, todo mundo defendendo Bolsa Familia e assim segue a disputa entre os caciques.

Abraços!

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Propalando

Momento de poucas postagens.

Tenho tido um ritmo de vida diferente. Estudando e lendo um bocado, alimentação mais saudável (as vezes nem tanto, afinal estou trabalhando próximo ao mercado da boa vista), corrida na praia 3x por semana, retomando a militância, enfim...

Mas continuar com o blog permanece nos planos.