segunda-feira, 18 de junho de 2007

Fraude em artigo da Constituição

É impressionante como as vezes, quando nos achamos locupletados com tantas absurdidades, a coisa só piora.

Cara de Pau

Não sou o presidente Lula, mas de vez em quando me vêm (à mente) ditados populares e, nesse momento, chegou, de cara, o famoso "quanto mais rezo mais assombração aparece". Bom, eu não rezo, mas deixa pra lá... esse é um outro debate.

A parada é que dois professores da UNB fizeram um estudo e defendem que o Nelson Jobim (ex-presidente do STF e atual queridinho de Lula, na época deputado constituinte pelo PMDB gaúcho e líder do partido) e o ex-deputado Gastone Righi (SP) (na época liderava o PTB) inseriram um dispositivo na Constituição Federal que, segundo os professores, beneficiou credores internacionais da dívida externa.

Nelson Jobim à esquerda e o presidente Lula à direita (ã???)

Os professores Adriano Benayon e Pedro Antonio Dourado de Rezende, autores da pesquisa, afirmam que parte de um artigo foi incluído na Carta Magna sem passar pelo Plenário.
Inclusive, cerca de quatro anos o próprio Nelson Jobim admitiu ter incluido dois artigos na Constituição, sem submissão da proposta ao Plenário!

Para mais informações, indico a notícia do Congresso em Foco, de onde retirei a informação.
Em Anatomia de uma fraude à Constituição você tem acesso ao próprio trabalho produzido.

2 comentários:

  1. Essa história é antiga viu meu velho...

    ResponderExcluir
  2. então viajei. mas pensando bem, só me impressionei porque não parei pra refletir mais. É obvio que mais coisas assim devem ter acontecido...

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails